Síndrome de Burnout

síndrome de burnout

A Síndrome de Burnout é caracterizada pelos seguintes componentes: exaustão e esgotamento emocional, perda do interesse pela atividade de trabalho, diminuição da realização pessoal e despersonalização. Fatores que culminam na perda de expectativas e falta de entusiasmo pela vida, provocando alterações comportamentais como agressividade, isolamento, redução de recursos emocionais para lidar com situações estressantes, perda na capacidade de sensibilização, ausência de interesse pelo trabalho e pelo relacionamento interpessoal. Bem como sintomas físicos e psicológicos, tais quais, dores de cabeça, cansaço, sudorese, palpitação, pressão alta, dores musculares, tonturas, tremores, problemas digestivos, falta de ar, fadiga, oscilações de humor, alterações no sono, dificuldade de concentração, lapsos de memória, ansiedade, depressão, pessimismo e baixa autoestima.
Atribui-se a ocorrência às características pessoais e do ambiente que acarretam uma reação de tensão emocional crônica, por tratar excessivamente com outros seres humanos em situações de preocupação e problemas.

Identificou-se com algumas das características que foram apontadas? Está preocupado com a possibilidade de ter a síndrome? Calma! É importante saber que o diagnóstico deve ser feito por um profissional especializado. E, mais que isso, apesar das graves consequências na vida de quem a possui, atualmente são inúmeras as terapêuticas existentes e que têm eficácia comprovada. Desde pequenas mudanças comportamentais à utilização de medicamentos, sendo importante o apoio de um psicólogo.

Fonte: artigo extraído do Facebook e partilhado por  Dra. Vera Pascoal – Psicóloga Clínica

« Back to News