Agricultura

AGRICULTURA NA REGIÃO BAIRRADA – GÂNDARA

espigas de milhocachos de uvaOs bois ajudavam na agricultura
O milho, o vinho, a batata e o feijão são as principais produções da freguesia e da região

Agricultura nos anos 60 - ti PrazeresQuaze até meados do século passado praticava-se na região, (Bairrada-Gândara) assim como nas outras áreas de Portugal e em toda a Europa uma agricultura rudimentar, practicamente inalterada há centenas de anos. Mas, graças aos progressos técnicos iniciou-se um mecanização da agricultura, o que originou profundas mudanças nas paisagens rurais.
Apesar do progresso da agricultura dita « moderna » continuam ainda presentes na região paisagens tradicionais, cada vez menos, mas ainda tradicionais. Pratica-se aqui um tipo de agricultura chamado de « campo fechado » (propriedades de pequenas dimensões). Esta paisagem de campo fechado é devida à emergência dum conceito de individualismo agrário, (onde algumas tentativas ou ideias de emparcelamento falharam) possivel graças à abundância de água, o que torna as propriedades independentes umas das outras. Os agricultores deste tipo de agricultura vivem em povoamentos dispersos não se distinguindo bem, por vezes, os limites das povoações.

Como já acima referido, as parcelas são geralmente de pequenas dimensões, de forma irregular e divididas por marcos, muros ou sebes. Estas vedações trazem alguns tipos de vantagens como servirem de barreira contra a erosão, protegerem as culturas dos ventos e servirem ainda de obstáculo à entrada de animais que rondam a propriedade (icluindo larápios de fruta e outros…) Tem também algumas desvantagens que é ocupar espaço, o que dificulta a mecanização e ainda favorecer o aparecimento de ervas daninhas e roedores.
Para o acesso às parcelas, criou-se uma rede de caminhos densa e complicada.

Vacas que servem para alimentar os agricultores

No tocante ao sistema de cultura passou-se para uma policultura, onde se cria também o gado que serve para alimentar o agregado familiar.