Padres nascidos em Covões

PADRE JOÃO DA ANUNCIADA NASCEU EM COVÕES.

Padre nascido em Covões

Afinal em Covões existiram algumas figuras marcantes para além daquelas que nos mostraram durante toda a vida.

Devido às facilidades de S. Google, folheei o Diccionário Bibliographico Portuguez, editado em 1859 e lá encontrei uma referência a JOÃO DA ANNUNCIADA, cónego regrante de Santo Agostinho e, mais tarde, Cónego da Sé Metropolitana de Évora, nascido na Aldeia de Covões, comarca de Cantanhede, bispado de Coimbra e que morreu em Évora com 62 anos, a 13 de Novembro de 1847.
Este nosso parente (antepassado não porque era padre(!!!)), publicou uma série de opúsculos e na sua terra natal ninguém se lembra dele. Porque será?!…
Fonte: texto e imagem de Manuel A. S. Ruivo 

Sabe-se também que houve outrora, pelo menos, outro padre nascido em Covões, no lugar de Quinta da Alegria e era filho de Valentim José e de Isabel da Cruz. Chamava-se Manuel Rodrigues Murtosa e foi pároco da freguesia de Ourentã entre os anos 1844 e 1851.

Há ainda o padre Augusto Mendes Miraldo, que se pode considerar covoense. Era meio-irmão de Manuel Francisco Miraldo, fundador da nossa Filarmónica em 1868, e filho de José Francisco Miraldo de Covões e Maria Mendes de Balsas – freguesia de Febres. Nasceu na Quinta do Rio, em Balsas, em 1865 e faleceu a 15 de Setembro de 1941.
Foi pároco da freguesia de Portunhos durante muitos anos e grande amigo do conselheiro Ferreira Freire.