ARCO – Grupo teatro medieval

ARCO – ASSOCIAÇÃO RECREATIVA E CULTURAL DE COVÕES

arcoARCO, grupo de teatro medieval, bem conhecido por todo o pais, tem actuado em muitas feiras e outras cenas medievais e feito várias digressões ao estranjeiro, nomeadamente à Itália.
Em 11 de dezembro de 1982 cinco jóvens de Covões (Yriberto Simões, David Ferreira, Noémio Ferreira, João Paulo Branco e Messias Simões) fundaram uma nova associação recreativa a qual chamaram de AJP com o objectivo de ocuparem de forma útil os seus tempos livres e reeditar um grande movimento juvenil que já tinha existido nos anos 70, com uma outra geraçaão de jovens ligados às « Aguias Académicas de Covões ».
A AJP baseava-se numa permissa em que os novos associados só seriam aceites se participassem de uma forma activa na realização das actividades da associação e, desta forma, foi crescendo em número e em variedade das iniciativas organizadas.
A primeira acção realizada para a freguesia foi a realização de uma festa de passagem de ano 82/83 na sede da filarmónica local e, seguidamente, vieram outras ideias para a animação sonora das festas de Santo António. Para o efeito, e juntando algumas receitas, foi comprada uma pequena aparelhagem sonora de exterior com a qual se transmitiam as cerimónias religiosas da festa e se realizava uma animação musical do recinto no largo de santo António de Covoões.
A seguir iniciou-se o processo para criar uma sede que foi localizada inicialmente na antiga sede da junta na casa ao lado da igreja, tendo depois a sede sido transferida para uma sala localizada debaixo do palco do largo. Adquiriu-se alguma mobília e foi construida uma mesa de ping-pong para uso dos sócios e, desta maneira, começaram a realizar-se actividades mais viradas para os jóvens da freguesia, tais como torneios de ténis de mesa.
Finalmente a AJP com a colaboração da direcção da Casa do Povo localizou as suas actividades nestas instalações que, para além do conforto duma sala mais ampla tinha também casas de banho e arrumos para o património até aí obtido, tendo a parte mais importante dessa mudança sido a utilização do salão da Casa do Povo que ainda não se encontrava totalmente acabado.
Iniciaram-se aí os trabalhos para a adaptação do palco por forma a receber diversas actividades, entre as quais o cinema e também o teatro amador. Dentro destas actividades a AJP começou a participar em festas para as crianças e para os idosos da freguesia, criando para o efeito pequenas representações e animações de rua com um carácter satírico e de crítica social que, em 1985, deu origem a uma secção constítuida por jóvens com gosto pelo teatro que mais tarde vieram a liderar os destinos da AJP criando assim uma nova designação mais adequada aos objectivos actuais da associação tendo então sido criada a TACO (teatro amador de Covões).
A TACO teve numa primeira fase uma acção mais virada para organização de festas recreativas e, aos poucos a secção de teatro começava a « mostrar obra » produzindo e apresentando algumas peças de teatro com um carácter popular, tais como: A Forja, O céu da minha rua, etc. Logo a seguir começa, com o apoio da INATEL de Coimbra, a participar em ciclo de teatro por toda a região centro.
Vários anos passados, e por necessidade de alargar o leque de actividades e de intervençao cultural, nasce em dezembro de 1991 a ARCO (associação recreativa e cultural de Covões) .
Desde o início a ARCO tinha uma vocação mais expansionista do que a originária AJP mas manteve sempre o espírito de convivência e entre-ajuda fundamentais para a concretização dos seus objectivos, tendo esta nova dinâmica levado à sua legalização oficial e a uma estruturação social mais completa, passando a estar composta por três corpos gerentes: Direcção, Assembleia Geral e Conselho Fiscal. Em termos de associados passaram a poder fazer parte todas as pessoas da região que assim quizessem participar nas actividades ou ajudar a ARCO por outros meios ao seu alcance.
Em 1994 já o número de sócios atingia mais de 150 e esta grande adesão veio dinamisar outras actividades e secções, tais como: Atletismo, Gabinete de informação sobre a tóxico-depenência, Ginástica, Karaté, Trabalhos manuais e Apoio à criança com a construção do Parque Infantil Arco-Iris.
No final da época de 90 a ARCO tornou-se uma associação RNAJ para jóvens e filiada na INATEL, tendo desta forma começado a desenvolver novas actividades com predominância da música necessitando de constituir uma secção, que dinamizou diversos concertos e exposições de instrumentos musicais.
Actualmente a ARCO participa fundamentalmente em representações de teatro de rua, na área da recreação de espaços cénicos, usando a Idade Média e as Feiras quinhentistas como fonte de inspiração. Desta forma e, ao longo dos ultimos anos, tem participado em várias Feiras Medievais em diversas regiões do país, muitas delas organizadas pela Inatel.
Nesta Páscoa, a ARCO apresentou novamente uma representação de rua sobre o tema da Paixão e Crucifixão de Cristo. A seguir algumas imagens:

Cristo arrasta a cruzCristo caiCristo pregado na cruz

 

PARA CONTACTO:
Emails: arcocovoes@sapo.pt
apsf2@sapo.pt
Telefone: 937 181 031