O Vinho e as Doçarias

GASTRONOMIA LOCAL – O VINHO, A DOÇARIA E AS PAPAS DE ABÓBORA

TRADIÇÃO VINÍCOLA 
Vinho de CovõesBarril de vinhoA nossa freguesia está perfeitamente inserida na região demarcada da Bairrada, já que uma boa parte da área da freguesia tem uma constituição argilosa, o que confere qualidades impares à produção vinícola. Actualmente as castas mais abundantes são: trincadeira, Maria Gomes, bical, baga e a vulgar casta francesa.
A maior parte da produção é feita em casa, usando os métodos tradicionais mas utilizando maquinaria moderna, no sentido de minimizar os custos de produção. Um dos factores característicos da exploração do vinho é o facto dos produtores se associarem, de forma familiar, em grupos mais alargados para vindimarem uns para os outros e assim optimizar os trabalhos de corte e transporte das uvas para as adegas.
Produz-se principalmente vinho tinto e branco maduro, vinhos de intensidade corante, com uma boa riqueza aromática que lhe conferem uma boa estrutura para permitir um envelhecimento apurado. Deve ser normalmente servido a uma temperatura entre os 16 e os 18 graus, para evidenciar o seu sabor macio com taninos que sobressaem num final “de boca” prolongado. Também se produz alguma jeropiga e vinho abafado e com o aproveitamento do bagaço destila-se a aguardente cujo paladar é muito apreciado por todo o país.


DOÇARIA TRADICIONAL
Folar da PáscoaFOLAR DA PÁSCOA
É um bolo doce muito usado na Páscoa para ofertar aos afilhados, cumprindo assim uma tradição mais que centenária. A sua preparação é muito simples e tem os seguintes ingredientes: farinha de trigo, fermento, ovos, manteiga de vaca ou margarina, raspas de limão, sal e açúcar q.b.
Misturar e amassar bem, deixar levedar a massa, depois tender e finalmente levar ao forno durante mais ou menos 25 minutos a uma temperatura de 200ºC .

 Fonte: imagem extraída do Facebook – grupo da freguesia de Covões e colocada por Manuel Augusto S. Ruivo.

 

papas de abobora

AS PAPAS DE ABÓBORA.
São servidas no final das vindimas, durante as adiafas e sendo geralmente acompanhadas de sardinhas assadas, broa de milho e um bom vinho local, evidentemente. No final, para atestar, uma boa geropiga.
INGREDIENTES E MODO DE PREPARAÇÃO
1,200 kg de abóbora menina descascada;
75 gramas de farinha de trigo
25 gramas de farinha de milho;
Um limão
Um pau de canela
Açúcar a gosto;
Uma colher de chá de sal
Cozer a abóbora com sal e em pouca água, aromatizada com o pau de canela e com a casca de limão (pode ser cozida a vapor). Depois de cozida, escorrer a água, tirar o pau de canela e a casca de limão e começar a juntar as farinhas que se vão misturando com uma varinha mágica, para desfazer os grumos. Nesta altura, também se junta o açúcar.

Enquanto se vão misturando todos os ingredientes, manter a panela em lume brando. Estão as papas preparadas quando a colher se mantém de pé dentro delas
Colocam-se em taças e polvilham-se com canela em pó. Uma delícia!
Obs: Antigamente era tradição comerem todos da mesma travessa ou bacia de barro.